app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Caderno B

BANDA CAZUADINHA ANUNCIA SHOWS VIRTUAIS DURANTE A QUARENTENA

Grupo prepara apresentações especiais para transmitir pelo Instagram e pelo YouTube

Por DA EDITORIA DE CULTURA/ COM ASSESSORIA | Edição do dia 21/03/2020 - Matéria atualizada em 20/03/2020 às 19h35

Primeiro show virtual será neste sábado (21), às 15h; banda também anunciará novidades
Primeiro show virtual será neste sábado (21), às 15h; banda também anunciará novidades - Foto: JrdeAssis
 

A ideia é tornar o isolamento mais leve e divertido para toda a família. Para isso, a Banda Cazuadinha, maior banda infantil de Alagoas, anunciou que promoverá shows virtuais durante o período de quarentena. A primeira apresentação será neste sábado (21), às 15h, com transmissão simultânea no Instagram (@bandacazuadinhaoficial) e no YouTube da banda infantil. “Nossa missão é levar música e diversão para as famílias e não poderíamos deixar de fazer isso agora, justamente no momento em que mais precisamos de esperança e de união. O nosso abraço vai ser assim, pela telinha, mas com muito carinho”, explica Roberta Aureliano, vocalista e criadora do grupo. Além dos shows ao vivo e gratuitos na internet, a Banda Cazuadinha preparou uma sequência de conteúdos para divertir as crianças durante o isolamento, já que as escolas também tiveram que suspender atividades. Neste primeiro show, a chamada #FamíliaCazuadinha dará detalhes sobre a programação. “A ideia é manter o público que nos acompanha informado, mas também levar diversão e dicas sobre cuidados para as famílias. Estamos preparando tudo dentro das nossas possibilidades, já que o momento trouxe certas limitações. O que não podemos é deixar de agir”, comenta Izabelly Sena, produtora do grupo. Para acompanhar a programação de quarentena da Cazuadinha, basta seguir os perfis oficiais da banda. No Instagram é @BandaCazuadinhaOficial; já no YouTube, basta buscar por “Cazuadinha Oficial”. O show terá um formato exclusivo, com os principais sucessos da banda no repertório. “O que não vai faltar é alegria, diversão e as músicas que a galerinha adora, como a Dança da Chaleira, Baratas Alienígenas, Baby Shark e a música da Cazuadinha que fez sucesso no Carnaval, a Mandrak”, finaliza Roberta Aureliano.


CAZUADINHA

Considerada a maior banda infantil de Alagoas, a Banda Cazuadinha já conta 7 anos de história e surgiu com a proposta de redescobrir a magia das matinês carnavalescas. O grupo ganhou notoriedade quase instantânea e circulou por diversos estados brasileiros, como Brasília, Mato Grosso, Espírito Santo, Pernambuco, Sergipe, entre outros. No ano passado, a banda se apresentou no carnaval de Salvador (BA), no Circuito Barra-Ondina, ao lado da cantora Gilmelândia. A Cazuadinha foi criada por Roberta Aureliano, que acredita que, apesar de a banda ser essencialmente infantil, todos acabam se divertindo nos shows.


BANDA INFANTIL TENTA MOBILIZAR ARTISTAS

Requisitada em festas de aniversário de crianças, adultos e até idosos, a Banda Cazuadinha tenta, com a proposta de shows virtuais, mobilizar artistas alagoanos para dialogar ações que minimizem os prejuízos da crise do setor, que sofre com cancelamentos e adiamentos devido à proliferação do novo coronavírus. A empresária Izabelly Senna chama atenção para o impacto dos cancelamentos e adiamentos, e diz que, apesar dos esforços dos artistas para se reinventarem na internet, o setor precisará de apoio e de estratégias. “Famílias inteiras dependem da arte e da cultura para viver. É um setor importante da economia e muito mais profundo do que as pessoas imaginam. Não sei como poderemos lidar com os prejuízos ainda, mas acredito que a promoção desses shows virtuais sirvam também para chamar atenção dos artistas e dos governantes”, diz. “Outro ponto é que é uma questão de humanidade. Precisamos dar as mãos para passar por tudo isso. E quando propomos um show virtual, estamos propondo fazer o que a gente ama fazer e de espalhar alegria para tantas pessoas que estão em casa. É também um compromisso do artista ir até onde o povo está”, conclui Izabelly Senna. A empresária diz que a o grupo está conversando com artistas para ampliar o número de shows virtuais gratuitos e que estão dispostos a conversar com o setor público e privado.

Mais matérias
desta edição