app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Caderno B

DICAS DO B

.

Por Editoria de Cultura | Edição do dia 25/07/2020 - Matéria atualizada em 24/07/2020 às 23h09

Foto: Divulgação
 

DIA DO ESCRITOR

Neste sábado (25) é celebrado o Dia Nacional do Escritor. Confira algumas dicas da produção literária contemporânea em Alagoas. O primeiro é “60”, do poeta Sidney Wanderley. A publicação reúne versos com temática existencial, revelando uma produção voltada para o tempo, a morte, as impermanências, ilusões perdidas, desejos e afetos. Motivações que marcam a obra do autor, nos 43 anos dedicados à literatura.

60, de Sidney Wanderley. Imprensa Oficial Graciliano Ramos.


Foto: Divulgação
 

GIZ MORRENDO

Também da Imprensa Oficial, Giz Morrendo, de Sara Albuquerque traz poemas que, assim como o giz precisa ir se desintegrando para se tornar símbolo comunicante, exibem um eu-lírico em constante processo de refazer-se.

Giz Morrendo, de Sara Albuquerque.


Foto: Divulgação
 

CADERNO DE ANOTAÇÕES

O cantor e compositor Wado também é artista visual e escritor. Em “Caderno de Anotações”, ele revela a dinâmica de sua produção artística, reunindo reflexões aleatórias que depois se tornaram músicas. São aforismos, letras, poesias e não poesias que revelam inteligência e fina ironia.

Caderno de Anotações, de Wado. Imprensa Oficial Graciliano Ramos.


Foto: Divulgação
 

A IMPORTÂNCIA DE SE CHAMAR KURT RUSSELL

A obra do escritor Cid Brasil traz narrativas breves e bem-humoradas, entre contos e crônicas. Na obra, o escritor mistura paródia com paranoia para contar histórias que mais parecem relatos pessoais. É a estreia do escritor, com uma obra que precisa ser lida com urgência.

A Importância de se chamar Kurt Russell, de Cid Brasil. Imprensa Oficial Graciliano Ramos.

Mais matérias
desta edição