app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Caderno B

LIVE DISCUTE TRAJETÓRIA DO ‘QUILOMBROTHERS CREW’

Experiência do grupo de União dos Palmares é tema de webinar com Jessé Batista, pelo Sesc ConVida

Por MAYLSON HONORATO/ COM ASSESSORIA | Edição do dia 14/10/2020 - Matéria atualizada em 13/10/2020 às 20h59

Jessé Batista é um dos oito alagoanos que participam do projeto Sesc ConVida
Jessé Batista é um dos oito alagoanos que participam do projeto Sesc ConVida - Foto: Divulgação
 

A partir da experiência do grupo QuilomBrothers Crew, do município de União dos Palmares, o Hip Hop de Alagoas vira tema de uma webinar nesta quarta-feira (14), como parte do projeto Sesc Cultura ConVida. Quem discute o movimento pelo viés da formação social, política e educacional para a juventude é o artista e pesquisador Jessé Batista, um dos oito alagoanos que participam do projeto nacional, que, durante a pandemia do novo coronavírus, promove apresentações artísticas e formações culturais por meio de lives. A live com o tema “Formação e práticas coletivas no grupo de dança QuilomBrothers”, será às 16h30, pelo canal oficial do Sesc Brasil no YouTube. O QuilomBrothers Crew é um grupo de breaking do município de União dos Palmares, em Alagoas, formado por jovens dançarinos, que desenvolve produções artísticas, culturais, participações em eventos, festivais de dança e Hip-Hop em vários estados brasileiros, desde 2008. O grupo é o único do interior de Alagoas a compor os temas da programação nacional do projeto do Sesc. Jessé vai apresentar a experiência do grupo, os caminhos percorridos e a influência dessa trajetória para a formação identitária. Na oportunidade, o artista vai traçar um mapeamento sobre o Hip-Hop e o que o grupo desenvolve em seus trabalhos artísticos, que hoje transitam entre ações voltadas ao Hip-Hop e às artes cênicas. “As manifestações artísticas ligadas ao Hip-Hop surgiram no intuito de transgredir positivamente os padrões sociais impostos à juventude no contexto da época, tornando-os protagonistas de uma nova organização e funcionando como alternativa ao sentimento de inadequação e incertezas tão presente na maioria dos jovens acerca de um futuro”, comenta Jessé. Jessé é B.boy, artista da dança, formado como técnico de Dança pela Escola Técnica de Artes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e graduado em Licenciatura em Dança na mesma universidade. Ele participou de projetos, como “Nuvens Enraizadas” com a Cia dos Pés, contemplado com o prêmio Funarte Artes na Rua; foi colaborador em pesquisas e processos coreográficos com o Laboratório do Movimento (LabMov) - grupo de extensão da Escola Técnica de Artes; e é um dos fundadores do Código 8 Coletivo de Dança. Em 2013, Jessé iniciou as pesquisas de solo em dança e criou seu primeiro trabalho intitulado como “Encenações Urbanas”, que estreou em 2015. Em seguida, começou um novo solo de dança, o “Realidade Apropriada Libera Evidência (R.A.L.E)”, que foi premiado pelo Fomento de Incentivo à Cultura Alagoana (FICA) e Prêmio Diogo Silvestre, fazendo parte também do projeto Gesto, realizado pelo Sesc Alagoas. Em 2019, fez parte do projeto Palco Giratório. E em 2020, iniciou a criação de um trabalho com o grupo QuilomBrothers, intitulado “Da ponte pra cá”, que foi premiado com o Prêmio Descentrarte, pela Funarte 2019. A ideia da live é compartilhar o que está por trás dessas conquistas e como o Hip Hop tem contribuído para a formação dos integrantes do grupo de União dos Palmares, desde a melhoria no que se refere à educação formal, até a formação humana e social. O acesso à live é gratuito.

Mais matérias
desta edição