app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5714
Caderno B

Após dois anos, Mostra Fôlego volta à programação do Arte Pajuçara

Sendo considerada a retrospectiva do equipamento cultural, a programação tem filmes que se destacaram em 2022 e ingressos a R$ 5

Por Thauane Rodrigues* | Edição do dia 03/01/2023 - Matéria atualizada em 03/01/2023 às 15h39

Iniciando 2023 com o pé direito e revivendo os filmes que se destacaram durante o ano que passou, o cinema do Centro Cultural Arte Pajuçara traz para o público a Mostra Fôlego. Com 18 obras cinematográficas selecionadas, o evento ocorre entre os dias 3 e 11 de janeiro. Os ingressos custam apenas R$ 5 por sessão.

A Fôlego é considerada uma tradição na programação do equipamento cultural e retorna após 2 anos sem acontecer devido à pandemia do coronavírus. Além de relembrar os filmes aclamados pelo público no ano anterior, a Fôlego também é uma forma de democratizar o acesso ao cinema e dar a oportunidade da sociedade assistir bons filmes, com preço popular e convidativo.

“É importante uma mostra como essa dentro da programação local. Unir a possibilidade de ver ou rever filmes de excepcional qualidade, aplaudidos pela crítica, reconhecidos pelo público, filmes que participaram e ganharam festivais, a um preço acessível e totalmente estimulante, dando justamente um fôlego para o público”, afirmou Marcos Sampaio, gestor do Arte Pajuçara.

Entre dramas, comédias, documentários, filmes com possibilidade de indicação ao Oscar, brasileiros, filmes com artistas alagoanos e opções para a garotada, os 18 filmes foram selecionados entre os preferidos do público e da crítica em 2022. Com expectativa para a volta da Mostra Fôlego, o gestor espera que o público vá ao cinema para assistir bons filmes e aproveitar o preço popular.

Estarão disponíveis os filmes: Pantera Negra: Wakanda Para Sempre; Clarice Lispector - A Descoberta Do Mundo; Até Os Ossos; Pinóquio Por Guillermo Del Toro; Sol; Aftersun; Sra. Harris Vai A Paris; Serial Kelly; Ruído Branco; Marte Um; Armageddon Time; E.T. - O Extraterrestre; Tudo Em Todo O Lugar Ao Mesmo Tempo; Ela Disse; Além Da Lenda - O Filme; Paloma; Carvão e Shortbus.

Após passar por períodos turbulentos em 2022, iniciar o novo ciclo anual com a Mostra Fôlego é um grande respiro para o equipamento. Para o Centro Cultural Arte Pajuçara, 2022 foi uma mistura de desafios, levando em consideração o fato de que a retomada das salas de cinemas tem sido relativamente lenta. Além disso, o espaço enfrentou um problema com dívidas acumuladas que colocaram em risco o funcionamento e continuidade do local.

Felizmente, com a força da campanha solidária realizada pelo Centro Cultural Arte Pajuçara, emendas parlamentares e o apoio de instituições públicas e privadas, a pendência financeira foi resolvida, abrindo novas possibilidades e expectativas para a continuidade das atividades no espaço em 2023.

Neste ano, a perspectiva para o Arte Pajuçara é seguir alcançando, aos poucos, a estabilidade financeira e operacional do local. De acordo com Marcos Sampaio, um dos pontos importantes e que seguirão mantendo é a programação recheada de filmes comerciais, importantes para o circuito, e os filmes de arte que não entram no circuito comercial.

“Nós também iremos investir no espaço que é destinado ao teatro, temos alguns projetos voltados para isso. Além disso, temos algumas exposições importantes sendo projetadas, eu diria que 2023 nos traz muita esperança”.

O gestor ainda ressaltou a importância da volta do Ministério da Cultura, que permite com que o setor cultural tenha mais investimentos e consequentemente favorece e fortalece o funcionamento do Centro Cultural Arte Pajuçara, que é um polo de difusão da arte e da cultura dentro de Alagoas.

*Sob supervisão da editoria de Cultura

Mais matérias
desta edição