app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Cidades

Incra discute com sem-terra desapropria��o de novas �reas

Lideranças dos trabalhadores e entidades ligadas aos sem-terra (CPT, MST e MT) estiveram reunidas, ontem, com dirigentes da Secretaria de Agricultura do Estado, Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para discutir a pauta de reivindicações ela

Por | Edição do dia 31/08/2002 - Matéria atualizada em 31/08/2002 às 00h00

Lideranças dos trabalhadores e entidades ligadas aos sem-terra (CPT, MST e MT) estiveram reunidas, ontem, com dirigentes da Secretaria de Agricultura do Estado, Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para discutir a pauta de reivindicações elaborada em reunião anterior, realizada junto ao ouvidor agrário nacional, José Gersino da Silva Filho, realizada há 28 dias. Como pauta definitiva da reunião conjunta, alguns pontos foram tocados, entre eles estão: o mapeamento fundiário da região norte do Estado; a desapropriação das áreas em conflito; a liberação de cestas básicas, para atender as famílias acampadas; a retomada do convênio estabelecido entre o Incra/AL e o governo do Estado, com a liberação de agrônomos para vistorias e desapropriações; maior rigor nas apurações das denúncias de vendas de lotes, com destaque para o município de Branquinha; a realização dos projetos de infra-estrutura nos assentamentos, como a construção de sistemas e a realização da meta de assentamento para 2002, prevista pelo Instituto para 1.300 famílias. Tensão Os movimentos de sem-terra  também revelaram preocupação  com o clima de tensão em Joaquim Gomes, onde a polícia prendeu, ontem, José Cícero Viegas e José Pedro da Silva acusados de participar do saque de  um caminhão carregado de alimentos, na última quinta-feira, na zona rural do município. No início da noite de ontem, as 11 toneladas de alimentos, saqueadas e recuperadas por policiais, foram levadas para a sede da Secretaria Estadual da Fazenda, em Maceió. Com Cícero Viegas e José Pedro, a polícia encontrou revólveres e espingardas utilizadas pelo grupo de sem-terra para saquear o caminhão, carregado de leite e cereais. Eles foram ouvidos pelo delegado de Joaquim Gomes, Antônio Rosalvo Cardoso, que continua tentando capturar Zé Pilar, acusado de comandar o saque. “Estamos fazendo diligências ainda para capturar o ‘Macaxeira’, o ‘Ganso’ e o ‘Batata’”, disse o delegado.

Mais matérias
desta edição