app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Cidades

Ambulantes e pedestres disputam espa�o no Centro

A distribuição de camelôs e ambulantes no centro de Maceió continua dificultando a passagem de pedestres, que inclusive disputam espaço com os carros na rua. Mas, de acordo com esses comerciantes informais, as calçadas representam um bom local de trab

Por | Edição do dia 03/09/2002 - Matéria atualizada em 03/09/2002 às 00h00

A distribuição de camelôs e ambulantes no centro de Maceió continua dificultando a passagem de pedestres, que inclusive disputam espaço com os carros na rua. Mas, de acordo com esses comerciantes informais, as calçadas representam um bom local de trabalho, por receberem um grande número de transeuntes diariamente. Eles afirmam, ainda, que têm direito de estar ali, em virtude da taxa de R$ 5,00 que pagam à Prefeitura. Segundo a ambulante Maria Lúcia Gomes, que sobrevive da venda de mercadorias há aproximadamente dez anos, as calçadas do centro de Maceió são estratégicas. “Há quatro anos estou vendendo nesse mesmo lugar”, enfatizou, explicando que gosta do local porque um grande número de pessoas circula, diariamente, por ali. “Quem vai passando, ou quem vai entrar na loja, acaba dando uma olhadinha na minha mercadoria”, destaca. Ela considera que se os camelôs forem transferidos para o Ceasa, ao lado do mercado, não terão tantos fregueses como têm no Centro. “O fluxo de pessoas no Ceasa é bem menor”, ressalta. “A não ser que ficássemos próximos ao ponto do ônibus”, opinou Maria Lúcia Gomes, complementando que acha isso impossível. “Já tem muitos camelôs por lá”, lamentou. Disputa Os pedestres, por sua vez, reclamam da falta de espaço, mas respeitam a venda dos ambulantes. “Por uma parte eles atrapalham, mas devemos considerar que essas pessoas necessitam disso para sua sobrevivência”, salientou o contínuo Natan Carlos da Silva. “O que preocupa é que agora o pedestre, além de disputar espaço com os ambulantes, está começando a disputar espaço com os carros na rua”, finalizou.

Mais matérias
desta edição