app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Cidades

Servidores do munic�pio pedem 15% de reajuste

Depois de rejeitarem a concessão de abono para algumas categorias, os servidores municipais aguardam até quinta-feira a apresentação de proposta salarial por parte da Prefeitura. Nesse dia, o sindicato da categoria realiza uma assembléia para analisar

Por | Edição do dia 03/09/2002 - Matéria atualizada em 03/09/2002 às 00h00

Depois de rejeitarem a concessão de abono para algumas categorias, os servidores municipais aguardam até quinta-feira a apresentação de proposta salarial por parte da Prefeitura. Nesse dia, o sindicato da categoria realiza uma assembléia para analisar a proposta. Eles reivindicam um reajuste de 15% e salário mínimo de R$ 230. A proposta do município foi de conceder um abono salarial para categorias que não têm gratificação por produtividade. Mas ela foi rejeitada pelos servidores, porque deixaria de fora os aposentados. O abono variava de R$ 10 a R$ 50. “O reajuste deve beneficiar todas as categorias”, disse o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos de Maceió (Sindspref), Jairo Fontes. Segundo ele, a proposta inicial era de um reajuste de 31% para todas as categorias. “Agora, queremos que a proposta da Secretaria de Finanças fique perto desse percentual”, afirmou, acrescentando que eles querem também a revisão do Plano de Cargos e Carreira (PCC) dentro de um prazo de 60 dias. O Sindspref concordou com a medida da Prefeitura de fazer um levantamento sobre as atividades de cada órgão público e ratear a arrecadação financeira com os servidores. Para isso, será realizada com o apoio do próprio sindicato uma auditoria para cortar despesas desnecessárias nas secretarias e verificar onde existem servidores ociosos.

Mais matérias
desta edição