app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5751
Cidades

K�tia diz que Transpal soube da interven��o h� tr�s meses

A prefeita Kátia Born explicou, ontem, que os empresários do transporte coletivo de Maceió foram comunicados com três meses de antecedência que iria fazer a intervenção no setor. Segundo ela, trata-se de “uma intervenção pactuada”, onde Prefeitura e empre

Por | Edição do dia 05/09/2002 - Matéria atualizada em 05/09/2002 às 00h00

A prefeita Kátia Born explicou, ontem, que os empresários do transporte coletivo de Maceió foram comunicados com três meses de antecedência que iria fazer a intervenção no setor. Segundo ela, trata-se de “uma intervenção pactuada”, onde Prefeitura e empresários vão gerenciar a Câmara de Compensação, com o objetivo de manter o preço das passagens congelados em R$ 1,00. O fato gerou revolta entre eles e desagradou vereadores. “Neste primeiro momento, estamos designando o auditor do município, José Gama, para indicar uma pessoa ou ele próprio, para acompanhar esse trabalho, cujo interesse maior da Prefeitura é manter o congelamento da passagem por três anos”, disse Kátia Born, em entrevista a um programa de rádio local. Em relação ao descontentamento dos vereadores, a prefeita garante ter colocado para eles, através do representante Eduardo Holanda, que o papel da Câmara Municipal é fiscalizar e acompanhar esse trabalho de intervenção. “Como trata-se de um trabalho executivo, o papel da Câmara é de órgão fiscalizador junto à Prefeitura de Maceió e à Transpal”, falou Kátia Born, lembrando que o fato já era de conhecimento da Câmara. Os dirigentes da Transpal não quiseram se pronunciar sobre o assunto, ontem, adiantando apenas estar adotando medidas jurídicas para anular a decisão da prefeita.

Mais matérias
desta edição