app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades

Servidor da sa�de exige pagamento de atrasados

O movimento unificado dos servidores da área de saúde decidiu ontem permanecer em assembléia e voltar a se reunir no dia 18 de outubro. Até essa data, ele pretende acompanhar a elaboração do Plano de Cargos e Carreira (PCC), se reunindo a cada quinta-feir

Por | Edição do dia 06/09/2002 - Matéria atualizada em 06/09/2002 às 00h00

O movimento unificado dos servidores da área de saúde decidiu ontem permanecer em assembléia e voltar a se reunir no dia 18 de outubro. Até essa data, ele pretende acompanhar a elaboração do Plano de Cargos e Carreira (PCC), se reunindo a cada quinta-feira pela manhã com representantes de cada unidade de saúde envolvida. Outro ponto deliberado é a exigência, para o pagamento imediato, dos 16% de salários atrasados deixados pela administração do então governador Manoel Gomes de Barros e de cinco folhas de salários atrasados dos prestadores de serviços no setor, independente da rolagem da dívida do Estado. Um documento com essas deliberações será encaminhado ao governador Ronaldo Lessa. Em audiência com Ronaldo Lessa, os trabalhadores da saúde tiveram descartada qualquer possibilidade de negociação para aumento de salário em função da Lei Eleitoral, que proíbe esse tipo de negociação. “O governador disse que daria uma posição sobre o Plano de Cargos e Carreira em quatro meses”, disse Wellington Monteiro. Na audiência com Lessa, os servidores propuseram que o salário-base da categoria passe de R$ 136,00 para R$ 200,00, incidindo sobre a gratificação denominada Adisa e representando um reajuste salarial próximo de 50%.

Mais matérias
desta edição