app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5758
Cidades

Caixa recome�a a pagar FGTS at� R$ 100,00

A Caixa Econômica Federal dá continuidade, a partir deste sábado, 14, à liberação do pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para quem recebe até R$ 100,00 e nasceu nos meses de julho e agosto. O calendário de pagamento, segundo expl

Por | Edição do dia 12/09/2002 - Matéria atualizada em 12/09/2002 às 00h00

A Caixa Econômica Federal dá continuidade, a partir deste sábado, 14, à liberação do pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para quem recebe até R$ 100,00 e nasceu nos meses de julho e agosto. O calendário de pagamento, segundo explica Carlos Alberto Santos, gerente de atendimento, prossegue até dezembro deste ano. “Quem tem valores acima de R$ 100 reais para receber não precisa seguir o calendário dos que recebem até R$ 100 reais”, explica. O pagamento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) – formado por depósitos mensais efetivados pelos empregadores, em nome de empregados, no valor correspondente a 8% de sua remuneração – começou em agosto deste ano para quem nasceu no meses de janeiro, fevereiro, março, abril, maio e junho. “Os trabalhadores nascidos em julho e agosto e que têm até R$ 100 reais a receber podem fazê-lo a partir do próximo dia 14 (sábado)”, informa Carlos Alberto Santos, gerente de atendimento da agência da Caixa no Farol. O pagamento do FGTS também diz respeito a correções de vencimentos para quem estava empregado no período de vigência dos planos Verão e Col-lor. Nesses casos, explica o gerente de atendimento da Caixa, quem tem direito ao saque de R$ 100 reais pode fazê-lo normalmente, estando ou não empregado na mesma empresa desde o período de vigência dos referidos planos. “Quem recebe acima desse valor e continua empregado na mesma empresa não tem direito ao saque. O valor do FGTS vai, nesse caso, para a conta vinculada. O trabalhador poderá sacá-lo a partir do momento em que sair da empresa onde trabalhava na época de lançamento dos referidos planos”, explica Carlos Alberto Santos.

Mais matérias
desta edição