app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Cidades

PAM Salgadinho ter� ambulat�rio de acupuntura

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Sesau, inaugura hoje, às 9h, o Serviço de Acupuntura, no Bloco F do PAM Salgadinho. Trata-se do primeiro ambulatório de acupuntura (tratamento usado pelos chineses e japoneses que consiste em introduzir a

Por | Edição do dia 13/09/2002 - Matéria atualizada em 13/09/2002 às 00h00

A Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Sesau, inaugura hoje, às 9h, o Serviço de Acupuntura, no Bloco F do PAM Salgadinho. Trata-se do primeiro ambulatório de acupuntura (tratamento usado pelos chineses e japoneses que consiste em introduzir agulhas no corpo), a ser implantado na rede pública de saúde de Alagoas. O serviço oferece possibilidades de tratamento eficaz e de baixo custo para diversas situações clínicas incluídas entre as mais freqüentes nos serviços médicos ambulatoriais. “Considerando o perfil do usuário do SUS, e o alto custo de medicamentos, este tipo de procedimentos trará um ganho significativo no produto final e na avaliação custo-benefício deste novo atendimento”, destacou a diretora-geral do PAM Salgadinho, Josefa Petrúcia Melo Morais. Conforme explicou o secretário municipal de Saúde, Adeilson Loureiro, na parceria firmada com o governo do Estado a Secretaria Estadual de Saúde forneceu o mobiliário e os equipamentos necessários para o funcionamento do serviço, enquanto a Prefeitura, através da SMS, garante os recursos humanos e a infra-estrutura. Inicialmente, o Serviço de Acupuntura do PAM Salgadinho estará funcionando como referência de tratamento aos pacientes vinculados ao Serviço de Medicina Física e Reabilitação. Num segundo momento, passará a atender os pacientes encaminhados pelos demais serviços e profissionais especializados que atuam no PAM Salgadinho. Segundo a diretora, quando o serviço estiver completamente estruturado, passará a absorver pacientes das demais unidades de saúde de Maceió, e pelos outros municípios. Inicialmente, o serviço contará com dois profissionais de nível superior e três do nível médio, para atender 12 pacientes por dia.

Mais matérias
desta edição