app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades

OAB acompanha caso de chacina em Uni�o

A polícia pode estar perto de elucidar a chacina ocorrida recentemente no município de União dos Palmares em que foram vítimas três menores. Pelo menos essa foi a informação passada pela Secretaria de Defesa Social à Comissão de Defesa da Criança da Ordem

Por | Edição do dia 21/09/2002 - Matéria atualizada em 21/09/2002 às 00h00

A polícia pode estar perto de elucidar a chacina ocorrida recentemente no município de União dos Palmares em que foram vítimas três menores. Pelo menos essa foi a informação passada pela Secretaria de Defesa Social à Comissão de Defesa da Criança da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL), que acompanha o caso. Segundo o presidente da comissão, advogado Gilberto Irineu, representantes da OAB estiveram no local da chacina, ocorrida no bairro Alto do Cruzeiro, em União, ouvindo familiares das vítimas e moradores. “Mas eles se sentem aterrorizados com o que aconteceu e muitos mantêm suas casas fechadas”, afirmou. Ele disse que o secretário de Defesa Social, Antônio Arecippo, se comprometeu em elucidar a chacina. Para isso, designou um novo delegado para presidir as investigações. “Acredito que o crime caminha para ser elucidado e que os culpados serão punidos”, comentou, acrescentando que o caso também está sendo acompanhado por integrantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB. Para Irineu, o aumento da violência está ligado à falta de atendimento às crianças carentes. De acordo com levantamento da OAB, na Grota da Alegria, no Benedito Bentes II, existem cerca de 550 crianças fora da escola e que se alimentam apenas uma ou duas vezes por dia. “Na favela, existem 500 famílias que ganham de dez a quarenta reais por mês”, aponta o advogado. Ele informou que a OAB convocou as secretarias municipal de Educação e Estadual de Ação Social para adotarem providências e reduzir o quadro de exclusão social.

Mais matérias
desta edição