app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades

Populares reclamam de sujeira e inseguran�a

Moradores do “Alto da Alegria”, no complexo residencial Benedito Bentes II, denunciaram, ontem pela manhã, que a Prefeitura de Maceió não faz a coleta de lixo residencial da localidade há pelo menos uma semana. “A sujeira vai se acumulando pelas calçada

Por | Edição do dia 21/09/2002 - Matéria atualizada em 21/09/2002 às 00h00

Moradores do “Alto da Alegria”, no complexo residencial Benedito Bentes II, denunciaram, ontem pela manhã, que a Prefeitura de Maceió não faz a coleta de lixo residencial da localidade há pelo menos uma semana. “A sujeira vai se acumulando pelas calçadas em virtude da deficiência na coleta de lixo, que só acontece uma vez por semana”, reclama a comerciante Aline Marinho, proprietária de um supermercado na Rua Tarcísio de Jesus. Outro morador da mesma rua, o comerciário Ricardo Ramos, também reclama da proliferação de moscas e ratos que surgem do lixo acumulado diante das residências. “Os sacos de lixo vão se acumulando nos lixeiros. Alimentos apodrecem e atraem moscas. Ratos também aparecem e depois de furar as sacolas acabam por incomodar moradores de residências próximas aos depósitos de lixo”, ressalta o comerciário. “A última coleta, pelo menos nessa rua, aconteceu há mais de uma semana. Isso prejudica principalmente a saúde de nossas crianças”, arremata a dona de casa Salete Maria da Conceição. Além da precariedade na coleta de lixo, os moradores do “Alto da Alegria” denunciam ainda a ausência do aparato policial para garantir a segurança de moradores e de comerciantes. “Os assaltos acontecem em plena luz do dia. Não temos a quem recorrer, pois a polícia só aparece quando alguém morre”, diz Aline Marinho, comerciante da Rua Tarcísio de Jesus.

Mais matérias
desta edição