app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5718
Cidades

Comunidade do Reginaldo reclama falta de coleta do lixo

Moradores da Favela do Reginaldo, reclamaram, ontem pela manhã, da demora na coleta de lixo residencial por parte da Prefeitura Municipal, que passa até dois ou três dias sem passar pela localidade. “A demora na coleta prejudica o nosso dia a dia, mosca

Por | Edição do dia 26/09/2002 - Matéria atualizada em 26/09/2002 às 00h00

Moradores da Favela do Reginaldo, reclamaram, ontem pela manhã, da demora na coleta de lixo residencial por parte da Prefeitura Municipal, que passa até dois ou três dias sem passar pela localidade. “A demora na coleta prejudica o nosso dia a dia, moscas, mosquitos e ratos que surgem da sujeira para invadir nossas casas e ameaças sobretudo nossas crianças”, reclama o desempregado Carlos Jorge dos Santos. Além da deficiência na coleta do lixo, o morador reclama ainda da pouca quantidade de contêineres para depósito dos sacos plásticos com resíduos residenciais. “Em poucas horas, o contêiner enche e a população não tem outra alternativa senão jogar os sacos de lixo à margem do canal. Em virtude da falta de local adequado, muitos continuam jogando lixo dentro do canal”, ressalta Carlos Jorge dos Santos. Fedentina Outro morador, Pedro Paulo da Silva, diz que o acúmulo de lixo sobretudo na entrada da localidade é motivo de reclamações de alunos e professores que freqüentam uma escola da rede estadual. “Se eles reclamam do mau cheiro, imagine como fica nossa situação. Somos obrigados a respirar fedentina o dia todo até que o poder público recolha os sacos e faça a limpeza do local”, ressaltou.

Mais matérias
desta edição