app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Cidades

Mulheres querem ter mais vagas na PM e CB

As candidatas inscritas nos concursos do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Alagoas denunciaram, ontem, que ambos os concursos estão discriminando as candidatas mulheres, por causa da oferta de maior número de vagas para homens. Segundo uma das c

Por | Edição do dia 23/02/2002 - Matéria atualizada em 23/02/2002 às 00h00

As candidatas inscritas nos concursos do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Alagoas denunciaram, ontem, que ambos os concursos estão discriminando as candidatas mulheres, por causa da oferta de maior número de vagas para homens. Segundo uma das candidatas, que preferiu não se identificar, o concurso do Corpo de Bombeiros está com a oferta de 300 vagas, sendo 285 para homens e 15 para mulheres, enquanto o da Polícia Militar, afirma, estão sendo oferecidas 1.000 vagas, com 65 para mulheres e 935 para homens. “Os direitos são iguais para todos, conforme a Constituição Federal. Isso tem que ser respeitado”, acentuou. A candidata aproveitou para fazer um apelo aos órgãos competentes para que estabeleçam o mesmo número de vagas para ambos os sexos. “É preciso que os responsáveis tenham ciência de que as mulheres têm o mesmo desempenho ou até melhor do que os homens para trabalhar”, explicou. A assessoria de Comunicação da Secretaria de Administração explicou que a Polícia Militar está disponibilizando 1.000 vagas, podendo ser preenchida tanto por homens como por mulheres. “A PM não tem preferência por um dos sexos, o que significa que as pessoas têm os direitos iguais”, garantiu. Quanto ao concurso do Corpo de Bombeiros, a assessoria admitiu a existência de maior número de vagas para homens do que para mulheres. Ela explicou que essa diferença deve-se ao fato de o cargo desenvolver atividades de risco, na Defesa Civil, tornando-se, segundo ela, mais adequado para os homens.

Mais matérias
desta edição