app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Pastoral da Crian�a cobra mais apoio da sociedade

A coordenadora da Pastoral da Criança em Alagoas, Ivone Torres, declarou que neste 12 de outubro, Dia da Criança, há pouco que se comemorar e muito pelo que trabalhar. Para Ivone, mais do que festejar, hoje é um dia para se refletir sobre o que está se fa

Por | Edição do dia 12/10/2002 - Matéria atualizada em 12/10/2002 às 00h00

A coordenadora da Pastoral da Criança em Alagoas, Ivone Torres, declarou que neste 12 de outubro, Dia da Criança, há pouco que se comemorar e muito pelo que trabalhar. Para Ivone, mais do que festejar, hoje é um dia para se refletir sobre o que está se fazendo no Estado em prol das crianças. Em Alagoas, a instituição atende cerca de 78 mil crianças em 62 comunidades, mas ainda é muito pouco, disse Ivone. Segundo ela, muito já foi feito, mas muito ainda precisa ser trabalhado em virtude da dimensão do problema, ressaltou ao completar que há crianças que não sabem se quer o que é água potável, um brinquedo ou mesmo um banheiro. “Por isso, não acho que hoje seja um dia para comemorações, uma vez que muitas crianças crescem aprendendo a fazer suas necessidades fisiológicas em sacos de plástico para depois jogar na rua, pois elas vivem em casas de lona”, atestou. “De três anos para cá nosso trabalho cresceu muito na área de combate à desnutrição. Hoje, a cada mil bebês que nascem, apenas oito morrem. Índice aceito pela Organização Mundial de Saúde”, garantiu. Segundo Ivone Torres, problemas como verminoses nas crianças poderiam ser facilmente solucionados com medidas simples que deixam de ser implementadas por falta de iniciativa e comprometimento da sociedade.

Mais matérias
desta edição