app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5716
Cidades

Comerciantes distribuem cinco mil p�es na orla de Macei�

Os comerciantes do setor comemoraram, ontem, o Dia Mundial do Pão, com um café da manhã, no Espaço Unimed, da Jatiúca, panfletagem e distribuição de cinco mil pães na orla. A data foi instituída ano passado, para desmistificar a informação de que o p

Por | Edição do dia 17/10/2002 - Matéria atualizada em 17/10/2002 às 00h00

Os comerciantes do setor comemoraram, ontem, o Dia Mundial do Pão, com um café da manhã, no Espaço Unimed, da Jatiúca, panfletagem e distribuição de cinco mil pães na orla. A data foi instituída ano passado, para desmistificar a informação de que o produto engorda e não é nutritivo. “O pão não engorda, quem faz engordar são os ingredientes que o acompanham, seja a maionese, ketchup, entre outros”, diz o presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado de Alagoas, José Olindino Matos. Segundo ele, a intenção maior é mostrar que comer pão é saudável, faz bem e até reduz em 23% os riscos de doenças do coração, por dispor de fibras e ser rico em beta-glucanos, que ajudam a diminuir o colesterol no sangue. Sobre o pão integral, lembrou ser um alimento leve e nutritivo, apropriado para dietas alimentares de baixo teor de gordura, cujas fibras são benéficas ao sistema digestivo. Os panificadores informam que o pão francês foi copiado pelos padeiros brasileiros. Por volta de 1920, usando farinha refinada, eles criaram um produto próprio, macio e crocante. Mas o pãozinho tem ficado mais caro nos últimos meses, em função da crise argentina e da alta do dólar, uma vez que o Brasil importa trigo dos Estados Unidos, com uma taxa de importação de 25%. A vice-presidenta do sindicato, médica Renilde Bulhões, aproveitou o dia para falar sobre os benefícios do produto que comercializa. “É um alimento rico em carboidratos, fonte de energia e nutrientes, mas não é caro se comparado, por exemplo, ao preço de um pirulito, sem valor nutritivo”, completou Renilde.

Mais matérias
desta edição