app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Semin�rio aborda os direitos das mulheres

O I Seminário Alagoano de Direito da Mulher vai discutir a igualdade jurídica entre mulheres e homens, adquirida apenas com a promulgação da Constituição Federal de 1988. O direito da mulher presa, o atendimento às mulheres vítimas de crime em Maceió

Por | Edição do dia 27/10/2002 - Matéria atualizada em 27/10/2002 às 00h00

O I Seminário Alagoano de Direito da Mulher vai discutir a igualdade jurídica entre mulheres e homens, adquirida apenas com a promulgação da Constituição Federal de 1988. O direito da mulher presa, o atendimento às mulheres vítimas de crime em Maceió e Mulher: o poder e o direito, são alguns dos temas que serão debatidos durante o seminário, que será realizado nos dias 30 e 31 de outubro, no Fórum Desembargador Jairon Maia Fernandes, no Barro Duro. O evento será realizado por estudantes do 7O período de Direito do Centro de Estudos Superiores de Maceió, com apoio da Organização Arnon de Mello (OAM). De acordo com Phylipe Avelino de Castro Lopes, coordenador do evento, o seminário é um momento histórico, que coroa a importância da luta das mulheres e suas conquistas legais. “A característica da luta das mulheres na atualidade é pela manutenção e implementação dos direitos conquistados, considerando os avanços legais da igualdade entre os sexos”, declarou. As palestras, ministradas por mulheres de destaque em diversas áreas, mostrarão à sociedade alagoana o crescimento da classe feminina em várias áreas, bem como a conquista de seus direitos. A abertura será marcada por uma homenagem prestada à desembargadora juíza Elizabeth Carvalho do Nascimento, a qual presidirá a abertura solene do evento. No primeiro dia, a partir das 18h20, haverá uma conferência de abertura, sobre perspectivas da mulher e os direitos da mulher no novo código civil, com Maria Avelina Imbiriba, professora da Comissão Nacional das Advogadas. Em seguida, serão apresentados temas sobre O direito da mulher presa, com a diretora-geral do Presídio Santa Luzia; O atendimento às mulheres vítimas de crime em Maceió, com Aline Pedra, coordenadora do Centro de Apoio às Vítimas de Crime (CAV). Conferências No dia 31, a partir das 18h20,serão realizadas conferências sobre: A mulher: O poder e o direito, com Mirian de Sá Pereira, chefe do departamento de Ciências Jurídicas da Unicamp; Posição Sócio- jurídica da mulher casada; com Rachel Cabús Leahy, professora do Cesmac, e Direitos sexuais e reprodutivos, com Maria Beatriz Bevilacqua, mestra em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Toronto-Canadá. A conferência de encerramento será sobre Estado Democrático de Direito e os dilemas da cidadania Feminina, com a juíza de Direito, Graça Gurgel. As inscrições estão sendo realizadas nos seguintes locais: Cesmac, no Centro de Ciências Jurídicas (CCJUR), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Faculdade de Alagoas (FAL), além de Nossa Livraria, localizadas no Farol, e no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Mais matérias
desta edição