app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5750
Cidades

Praias recebem esgoto de 14 barracas da orla

As praias de Maceió estão recebendo as águas servidas e os esgotos de 14 barracas das 38 instaladas na orla, entre Pajuçara e Ponta Verde. Os estabelecimentos ainda não estão interligados à rede coletora de esgotos da Companhia de Abastecimento de Água e

Por | Edição do dia 29/10/2002 - Matéria atualizada em 29/10/2002 às 00h00

As praias de Maceió estão recebendo as águas servidas e os esgotos de 14 barracas das 38 instaladas na orla, entre Pajuçara e Ponta Verde. Os estabelecimentos ainda não estão interligados à rede coletora de esgotos da Companhia de Abastecimento de Água e Saneamento de Alagoas (Casal), contribuindo para a poluição das praias naquele trecho. Representantes da Associação dos Bares da Orla Marítima se reuniram, na última semana, com técnicos da Casal, da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma) e da Superintendência Municipal de Obras e Urbanização (Somurb) para discutir uma solução para o problema. Na reunião, ficou definido que a Casal e a Prefeitura de Maceió vão fazer o orçamento para realização da obra de saneamento do local e definir o prazo para ligação das barracas às redes coletoras de esgoto. O presidente da Casal, João José Beltrão, acredita que, por meio de parcerias com o poder público e os proprietários dos estabelecimentos não será difícil fazer o trabalho nas barracas. Ele ponderou, no entanto, que regularizar a situação das barracas onde não existe rede de esgotos, como Guaxuma e Ipioca, vai demorar um pouco mais, pois vai depender da disponibilidade de recursos. A Semma decidiu dar um prazo para que seja feita a interligação do esgoto das barracas à rede coletora e revelou que um desses estabelecimentos foi, inclusive, interditado, pois mesmo interligada à rede coletora de esgotos, apresentava problemas na caixa de gordura e outras irregularidades.

Mais matérias
desta edição