app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Santa M�nica continua com superlota��o

A UTI Neonatal da Maternidade Santa Mônica continuava superlotada, até ontem de manhã. A UTI, com capacidade para oito leitos, estava com 11 recém-nascidos, além de 45 nos berçários intermediário e de apoio, com 36 leitos. Segundo o diretor-médico da mate

Por | Edição do dia 31/10/2002 - Matéria atualizada em 31/10/2002 às 00h00

A UTI Neonatal da Maternidade Santa Mônica continuava superlotada, até ontem de manhã. A UTI, com capacidade para oito leitos, estava com 11 recém-nascidos, além de 45 nos berçários intermediário e de apoio, com 36 leitos. Segundo o diretor-médico da maternidade, José Carlos Silver, o problema de superlotação na Santa Mônica é sazonal e vai continuar existindo, enquanto não houver uma estrutura de atendimento das gestantes de alto risco no interior do Estado. Ele afirmou, no entanto, que, apesar desse problema, a maternidade nunca deixou de funcionar. “O que fizemos aqui foi estabelecer uma Norma de Conduta em caso de superlotação”. Essa norma, segundo Silver, estabelece a garantia de atendimento a todas as gestantes que recorrem à maternidade, realizando uma triagem daquelas que devem ser internadas ou transferidas para outras unidades de saúde. O documento foi encaminhado para a Secretaria de Saúde, Conselho Regional de Medicina, Sindicato dos Médicos e Ministério Público. “Nosso objetivo foi resguardar à maternidade e seus profissionais”. Silver defende a instalação de maternidades com atendimento de gestantes de alto risco nas cidades pólos do Estado, o que evitaria os problemas de superlotação na Santa Mônica e o Hospital Universitário.

Mais matérias
desta edição