app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Pescadores impedem acesso a piscinas naturais

Maragogi – O principal atrativo turístico de Maragogi, a 6 quilômetros da costa, ficou inacessível aos visitantes no último domingo. Pescadores ligados à Colônia Z-15 impediram o acesso de turistas às piscinas naturais: Taocas, Barra Grande e Galés. Eles

Por | Edição do dia 29/01/2013 - Matéria atualizada em 29/01/2013 às 00h00

Maragogi – O principal atrativo turístico de Maragogi, a 6 quilômetros da costa, ficou inacessível aos visitantes no último domingo. Pescadores ligados à Colônia Z-15 impediram o acesso de turistas às piscinas naturais: Taocas, Barra Grande e Galés. Eles reivindicam o direito de também explorar o serviço de transporte, atualmente feito pela Associação dos Proprietários de Catamarãs de Maragogi (APMCM), e realizaram o ato como forma de protesto contra as notificações feitas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que deflagrou, em parceira com a Polícia Federal (PF), operação para coibir as irregularidades. Segundo o chefe da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais, Paulo Roberto Corrêa, os pescadores não têm autorização para explorar o serviço de transporte de turistas às piscinas naturais de Maragogi. As regras para o passeio são definidas por Instruções Normativas consolidadas no Plano de Manejo da unidade de conservação. “Eles não têm autorização porque não preenchem os requisitos”, limitou-se a dizer Corrêa.

Mais matérias
desta edição