app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Projeto divide sindicatos da Educa��o

Um projeto de lei que o governo encaminha esta semana para análise e votação na Assembleia Legislativa Estadual expõe uma séria cisão entre dois dos sindicatos que representam os trabalhadores da rede pública estadual de Educação. De um lado, o Sindicato

Por | Edição do dia 05/03/2013 - Matéria atualizada em 05/03/2013 às 00h00

Um projeto de lei que o governo encaminha esta semana para análise e votação na Assembleia Legislativa Estadual expõe uma séria cisão entre dois dos sindicatos que representam os trabalhadores da rede pública estadual de Educação. De um lado, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal) critica o projeto, argumentando que as alterações prejudicam os servidores dos níveis Fundamental e Médio. Ressaltando que o Sinteal não representa esses servidores, o Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar da Rede Estadual de Educação de Alagoas (SAE-AL) defende o projeto por entender que as alterações propostas são as primeiras garantias que merendeiras, motoristas, vigias, auxiliares de serviços diversos e administrativo terão para progredir na carreira. O projeto alterando a redação de vários artigos da Lei 6.907, que regula a carreira do pessoal da área educacional, deve ser encaminhando ao Legislativo ainda neste começo de semana. A presidente do Sinteal, Maria Consuelo, diz que vai mobilizar os servidores para que compareçam à Assembleia Legislativa e, ali, mostrem aos deputados, especialmente aos da Comissão de Educação, que serão prejudicados se a proposta do governo for aprovada da forma como está.

Mais matérias
desta edição