app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

“Aqui tenho educa��o, alimenta��o e tranquilidade”

K.M.S., de 14 anos, encontrada perambulando próximo a um sinal de trânsito da capital, quando uma “madrinha” a recolheu e pediu auxílio das voluntárias do Lar das Meninas para tentar reestruturar sua ainda conturbada vida emocional, em casa no bairro do R

Por | Edição do dia 24/03/2013 - Matéria atualizada em 24/03/2013 às 00h00

K.M.S., de 14 anos, encontrada perambulando próximo a um sinal de trânsito da capital, quando uma “madrinha” a recolheu e pediu auxílio das voluntárias do Lar das Meninas para tentar reestruturar sua ainda conturbada vida emocional, em casa no bairro do Reginaldo. “Meu pai tinha me deixado com minha avó, que me devolveu ao meu pai, mas ele não tinha tempo para cuidar de mim”, explica, justificando as razões pelas quais costumava circular, sozinha, pelo bairro onde ainda vive ou então por movimentadas e barulhentas avenidas. “Aqui, é bom porque tenho educação, alimentação e tranquilidade. Gosto das aulas de dança e do reforço escolar também. O triste é que sinto saudades da minha mãe”, confessou à Gazeta, quarta-feira passada. “Minhã mãe não vive com meu pai, que é jardineiro na Ponta Verde”.

Mais matérias
desta edição