app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Sindicato denuncia vazamentos

A situação da Braskem, em suas plantas do Pontal da Barra e de Marechal Deodoro, é preocupante. Quem denuncia é o Sindicato dos Petroleiros e Químicos de Alagoas e Sergipe (Sindpetro). Segundo a entidade, nada mudou em relação aos critérios de segurança,

Por | Edição do dia 13/04/2013 - Matéria atualizada em 13/04/2013 às 00h00

A situação da Braskem, em suas plantas do Pontal da Barra e de Marechal Deodoro, é preocupante. Quem denuncia é o Sindicato dos Petroleiros e Químicos de Alagoas e Sergipe (Sindpetro). Segundo a entidade, nada mudou em relação aos critérios de segurança, tanto em Maceió, quanto na recém-inaugurada indústria no Polo Multifabril José Aprígio Vilela, no município vizinho. “São três ocorrências de vazamento de dicloretano em forma de gás – que é extremamente tóxico – naquela região. Aqui em Maceió, o risco na planta do Pontal continua do mesmo jeito. Como a empresa não faz pausa para fazer reparos, o resultado é esse. Há, inclusive, o vazamento de salmoura, no Bom Parto, que tem tubulações muito antigas”, denunciou Paulo Roberto dos Santos, dirigente do Sindpetro. Como complicador, a entidade afirma que a empresa está demitindo trabalhadores experientes. De acordo com os sindicalistas, isso agrava os riscos operacionais. “Demitiram, na semana passada, dois trabalhadores experientes. Há indícios de que isso tenha ocorrido porque se filiaram ao sindicato, ou seja, não fizeram nada de errado, é questão política mesmo”, acusou Bob, como é mais conhecido.

Mais matérias
desta edição