app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Fam�lia de gestante culpa parteira por morte de beb�

A família de um bebê que morreu por complicações no parto, no Hospital Prefeito José Enoque de Barros, em Girau do Ponciano, no último dia 11, culpa a parteira da unidade de saúde pelo óbito da criança. Uma parente da mãe do bebê, Maria Jeysa, que denunc

Por | Edição do dia 23/04/2013 - Matéria atualizada em 23/04/2013 às 00h00

A família de um bebê que morreu por complicações no parto, no Hospital Prefeito José Enoque de Barros, em Girau do Ponciano, no último dia 11, culpa a parteira da unidade de saúde pelo óbito da criança. Uma parente da mãe do bebê, Maria Jeysa, que denunciou o caso, diz que a equipe constatou, durante o pré-natal, que o menino de 4,33 kg era muito grande e não poderia nascer de parto normal, mesmo assim a parteira insistiu em realizar o procedimento. De acordo com relatos da família, no dia do parto, Zuleide Tenório dos Santos se dirigiu ao hospital pela manhã, mas a médica da unidade verificou que não havia dilatação suficiente e pediu que ela retornasse à noite. Mais tarde, a gestante voltou ao hospital e, já com a dilatação necessária, recebeu uma injeção e foi encaminhada à sala de parto. Jeysa conta que a parteira só se deu conta de que o parto não transcorreria normal quando o bebê já havia começado a nascer e, por isso, chamou os enfermeiros. Após muito esforço, finalmente a criança foi retirada e encaminhada com um balão de oxigênio para a cidade de Arapiraca, mas não sobreviveu.

Mais matérias
desta edição