app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Alternativos voltam a protestar

Um grupo de transportadores alternativos saiu frustrado, ontem, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), onde aguardava o julgamento do agravo de instrumento impetrado pela cooperativa à qual estão vinculados. Fora do sistema regulamentar, eles contesta

Por | Edição do dia 24/04/2013 - Matéria atualizada em 24/04/2013 às 00h00

Um grupo de transportadores alternativos saiu frustrado, ontem, do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), onde aguardava o julgamento do agravo de instrumento impetrado pela cooperativa à qual estão vinculados. Fora do sistema regulamentar, eles contestam a licitação do transporte rodoviário intermunicipal realizada pelo governo do Estado, por meio da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal). A Cooperativa de Transporte Complementar Intermunicipal de Turismo e Passageiros de Alagoas (Coopervan) esperava uma decisão favorável do Judiciário para assegurar o fim da fiscalização e a inclusão de seus associados no sistema regulamentar. Entretanto, o julgamento do agravo não foi incluído na pauta da sessão de ontem do Pleno do Tribunal. Frustrado, o grupo deixou o prédio do TJ e seguiu para a sede da Arsal, localizada no mesmo prédio do Ipaseal, no Centro, em busca de informações sobre veículos apreendidos. O presidente da Coopervan, Marcondes Prudente, voltou a repetir que a Arsal “não quer as vans no sistema complementar”. Ressaltando que confia no Judiciário, de quem espera sensibilidade para entender a situação dos “mais de 700 trabalhadores que precisam exercer sua atividade”, ele diz que vai esperar a nova data para o julgamento.

Mais matérias
desta edição