app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Rio amea�a fam�lias que h� 3 anos esperam casas

Jacuípe – O Rio Jacuípe voltou a rugir. As chuvas que caem com intensidade na região Norte do Estado, desde o fim da semana passada, elevaram o nível das águas e acordaram o fantasma de uma nova enchente. Para 40 famílias, porém, a catástrofe de 2010 é ma

Por | Edição do dia 01/05/2013 - Matéria atualizada em 01/05/2013 às 00h00

Jacuípe – O Rio Jacuípe voltou a rugir. As chuvas que caem com intensidade na região Norte do Estado, desde o fim da semana passada, elevaram o nível das águas e acordaram o fantasma de uma nova enchente. Para 40 famílias, porém, a catástrofe de 2010 é mais que uma assombração, é pesadelo real vivido há três anos – dia após dia – nas decrépitas instalações dos três abrigos públicos que ameaçam desabar sobre as cabeças dos miseráveis. Cansados de esperar a entrega de 288 unidades habitacionais erguidas por meio do Programa da Reconstrução do governo do Estado, em Jacuípe, os desabrigados ameaçam invadir as casas. “Disseram que entregariam as casas em abril, e nada. O que eles querem: esperar mais uma enchente?”, questionou Maria José da Silva, 32 anos, que mora com o esposo e seis filhos na Escola Municipal de Jacuípe, onde se espremem outras 18 famílias em condições subumanas. Dentro da unidade de ensino desativada, seu Amaro da Silva, 68 anos e uma perna a menos perdida para o diabetes, “empurrava” os ponteiros do relógio com a ajuda de uma partida de dominó. “Estamos jogando para passar a agonia aqui dentro: no verão é calor, no inverno é pingueira em nossas cabeças”, lamentou, recordando que há dois anos as famílias deixaram de receber refeições e cestas básicas.

Mais matérias
desta edição