app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Revendas clandestinas de g�s s�o fiscalizadas

Aumentou o número de pontos clandestinos de venda de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o popular gás de cozinha, em Maceió. Diante da constatação, confirmada pela Associação dos Revendedores de Gás de Alagoas (Argal) e por denúncias de quem se sente ameaç

Por | Edição do dia 16/05/2013 - Matéria atualizada em 16/05/2013 às 00h00

Aumentou o número de pontos clandestinos de venda de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o popular gás de cozinha, em Maceió. Diante da constatação, confirmada pela Associação dos Revendedores de Gás de Alagoas (Argal) e por denúncias de quem se sente ameaçado pela estocagem irregular do produto, o Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AL) saiu às ruas, ontem, com uma lista de nove pontos irregulares. A fiscalização do CBM alcançou os bairros de Ponta Grossa, Vergel, Prado e o Centro. Mas, ressalta o sargento Albuquerque, da Diretoria de Serviços Técnicos, será estendida a todas as áreas onde for detectada a venda clandestina de GLP. De acordo com levantamento da Argal, já estão na lista pontos na região do Farol, Pinheiro, Tabuleiro, Benedito Bentes e Village Campestre. A venda de botijões de gás de cozinha tem regras específicas, criadas justamente para impedir o comércio ilegal do produto. Um dos principais itens, requisito para os demais, é o registro do comerciante junto à Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP). São observadas também as condições de uso e transporte dos botijões.

Mais matérias
desta edição