app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Cidades

Fam�lias loteiam �rea invadida

O coordenador do movimento intitulado Via do Trabalho, Marcos Antonio da Silva, o “Marrom”, revela que já chega a 1.500 o número de pessoas cadastradas na ocupação de uma área de 50 hectares localizada próxima ao Jardim Petrópolis, residencial de luxo na

Por | Edição do dia 31/05/2013 - Matéria atualizada em 31/05/2013 às 00h00

O coordenador do movimento intitulado Via do Trabalho, Marcos Antonio da Silva, o “Marrom”, revela que já chega a 1.500 o número de pessoas cadastradas na ocupação de uma área de 50 hectares localizada próxima ao Jardim Petrópolis, residencial de luxo na parte alta de Maceió. A área pertence à construtora Lima Araújo, mas desde a última segunda-feira, 27, centenas de pessoas montam barracos e tendas como marco do que chamam lotes. “É uma ocupação de sem tetos”, afirmou Marrom, assumindo que a invasão foi planejada pelos movimentos Via do Trabalho (MVT) e Luta Pela Terra (MLT). Segundo ele, desde às 5h da manhã de segunda-feira que chegam pessoas dispostas “a conseguir a casa própria”. Ele alega que são trabalhadores que pagam aluguel e que precisam de moradia. Entretanto, ao contrário do que diz Marrom, considerando o grande número de carros, alguns de luxo, e motos estacionadas no local, as pessoas que estão invadindo a área não parecem sem-teto. O militante popular afirma que a lista com os nomes dos invasores será entregue ao governo do Estado, à Prefeitura de Maceió e ao Ministério Público Estadual, como uma ação social em busca de habitação. “Soubemos que está previsto aqui habitações do Programa Minha Casa Minha Vida. Então as pessoas resolveram se antecipar e garantir sua casa, fazendo a reforma urbana”, disse Marrom. Ele alega ainda que “a área está abandonada há mais de 30 anos”.

Mais matérias
desta edição