app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5715
Cidades

Ex�rcito � treinado para destruir focos da doen�a

De janeiro até agora, Alagoas já registrou oito casos suspeitos de dengue hemorrágica, do total de 430 casos notificados e 100 confirmados de dengue do tipo comum. Em Maceió, o Hospital do Açúcar atendeu um paciente com o diagnóstico clínico de dengue hem

Por | Edição do dia 27/02/2002 - Matéria atualizada em 27/02/2002 às 00h00

De janeiro até agora, Alagoas já registrou oito casos suspeitos de dengue hemorrágica, do total de 430 casos notificados e 100 confirmados de dengue do tipo comum. Em Maceió, o Hospital do Açúcar atendeu um paciente com o diagnóstico clínico de dengue hemorrágica, mas falta ainda a confirmação dos exames laboratoriais. De acordo com médicos, o paciente – cujo nome não foi divulgado – recebeu alta na segunda-feira, depois de ficar 15 dias internado. Outra paciente, a médica Celeste Maria Magalhães, encontra-se internada no Hospital do Açúcar com suspeita de ter contraído dengue hemorrágica. Segundo ela, que passou o Carnaval na Barra de São Miguel – cidade balneária distante 33 Km da capital – após a festa apareceram alguns sintomas da doença, fortes dores de cabeça e hematomas avermelhados nas pernas e coceira. Os exames feitos no próprio hospital apontaram ainda o nível baixo de plaquetas. No entanto, ela não apresentou febre alta ou dores no corpo; por isso o seu caso ainda está sendo considerado suspeito. Os médicos aindam estão esperando o resultado dos exames por parte do Laboratório Central (Lacen). Novos casos De acordo com o médico infectologista Reneé Oliveira do Nascimento, o hospital registrou quatro casos de dengue, incluindo os dois suspeitos de dengue hemorrágica. “Um desses casos foi diagnosticado clinicamente o tipo hemorrágico, porque foram constatados vários sintomas desse tipo de doença”, afirmou. As informações dão conta que a vítima também teria contraído a doença na Barra de São Miguel, onde passara o Carnaval. Ao confirmar a suspeita de oito casos de dengue hemorrágica, o secretário estadual de Saúde, Álvaro Machado, disse que houve uma melhora significativa no número de notificações de dengue em todo o Estado, quando os hospitais da rede privada também passaram a informar à Sesau o número de casos. “Com a notificação, teremos condições de fazer um melhor acompanhamento da doença, através da nossa equipe médica”, comentou, acrescentando que já havia tomado conhecimento dos casos suspeitos de dengue hemorrágica atendidos no Hospital do Açúcar, mas lembrou que nenhum foi comprovado até agora. Machado explicou ainda que, mesmo que seja comprovado o tipo de doença mais grave, ela não é do tipo 3, como vem sendo registrado nos Estados do Sudeste. Conscientização A Secretaria de Saúde deve divulgar, no fim de semana, um novo balanço com os números de casos de dengue. Este ano, foram notificados em 37 municípios alagoanos 430 casos, sendo 100 confirmados em laboratório. O secretário Álvaro Machado apela à população para que continue colaborando no combate ao mosquito Aedes aegypti. “Pelo menos duas vezes na semana as pessoas precisam checar os locais de criadouros, principalmente as caixas d’água.

Mais matérias
desta edição