app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5756
Cidades

Edgar � reeleito para 3� mandato na Asplana

Depois de três meses de uma campanha acirrada, o presidente da Asplana, Edgar Antunes, conseguiu se reeleger, ontem, para o terceiro mandato como presidente da Asplana (Associação dos Plantadores de Alagoas), com uma vantagem de 536 votos (1.487 contr

Por | Edição do dia 29/11/2002 - Matéria atualizada em 29/11/2002 às 00h00

Depois de três meses de uma campanha acirrada, o presidente da Asplana, Edgar Antunes, conseguiu se reeleger, ontem, para o terceiro mandato como presidente da Asplana (Associação dos Plantadores de Alagoas), com uma vantagem de 536 votos (1.487 contra 951) sobre o seu concorrente, Fernando Rossiter, presidente licenciado da Coplan (Cooperativa de Crédito dos Plantadores de Cana-de-açúcar de Alagoas). A eleição, realizada no clube social da Asplana, em Ipioca, mais parecia uma disputa eleitoral tradicional do Estado. “Até parece eleição para prefeito”, comentou um dos associados. Cabos eleitorais, carros de som, ônibus para transporte dos associados, pessoal de apoio, faixas e muito material de propaganda marcaram a movimentação no local desde as primeiras horas do dia. A eleição foi a mais disputada na história da entidade. E a primeira, na história recente, a ter mais de uma chapa. Mais de 2,3 mil associados, de um total estimado em quatro mil aptos a votar, compareceram até o clube da Asplana para escolher entre a chapa 1, liderada por Edgar Antunes e a chapa 2, liderada por Rossíter. Antes mesmo do encerramento da apuração, realizada ontem a noite no próprio local de votação, os candidatos da chapa 2 e parte dos seus aliados deixaram o local de votação, num reconhecimento da vitória da chapa 1, que foi declarada oficialmente eleita após às 20h00. Edgar Antunes foi reeleito para a presidência e terá, como companheiros de diretoria, entre outros, Reinaldo Marinho, vice-presidente, Gabriel Jatobá, tesoureiro, Antônio José Rosário de Souza, diretor técnico e Lourenço Lins Ferreira Lopes, diretor social. No final, prevaleceu a democracia, segundo Antunes. Vitorioso, ele atribuiu o resultado ao trabalho realizado à frente da entidade e prometeu continuar a luta para fortalecer o setor canavieiro. “Tivemos dificuldades por causa do atraso no repasse dos nossos recursos. Mas, nunca deixamos de honrar nossos compromissos e sempre mantivemos a Asplana firme e forte ao lado do fornecedor. Terminada esta disputa, conclamo todos os companheiros a se unir em torno da Asplana. Vamos  trabalhar democraticamente, com o espírito de união, defendendo sempre os interesses maiores dos nossos associados”, afirmou.

Mais matérias
desta edição