app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Juiz manda transferir presos

A semana começou mais tranquila na Casa de Custódia de Maceió. Depois da turbulência provocada pela superlotação, o juiz titular da 16ª Vara de Execuções Penais, José Braga Neto, determinou, ontem, a transferência de 20 detentos para o sistema prisional.

Por | Edição do dia 12/08/2014 - Matéria atualizada em 12/08/2014 às 00h00

A semana começou mais tranquila na Casa de Custódia de Maceió. Depois da turbulência provocada pela superlotação, o juiz titular da 16ª Vara de Execuções Penais, José Braga Neto, determinou, ontem, a transferência de 20 detentos para o sistema prisional. A medida tenta aliviar a tensão na unidade, desde que está valendo a determinação judicial de limitar em 25 a quantidade de presos na Central de Flagrantes. Paralelo a isso, até ontem, a Defensoria Pública havia ingressado, no Tribunal de Justiça, com 84 pedidos de soltura. Alguns deles já foram concedidos. O pedido para que vagas fossem abertas nos presídios foi feito pela própria gerência da Casa de Custódia. Mesmo de folga, por força de um feriado no Poder Judiciário, Braga Neto decidiu pela transferência. Hoje, os gerentes devem manter novo contato com o magistrado, para discutir um meio de evitar a superlotação. A gerência informou que, com a transferência, ficaram 69 presos na Casa de Custódia. A quantidade já é acima da capacidade (45), mas não foi necessário fazer o revezamento de presos algemados em barras de aço, como aconteceu na semana passada. A fossa estourada em uma das celas, também conforme a gerência, ainda é um problema, porém o volume exagerado de lama podre foi retirado.

Mais matérias
desta edição