app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 0
Cidades

Acesso a praia � investigado

A suposta limitação do acesso à Praia do Gunga, no Litoral Norte de Alagoas, e as altas taxas cobradas às pessoas que trabalham no local estão na mira do Ministério Público Estadual (MPE). Um procedimento administrativo preparatório foi instaurado pelo ór

Por | Edição do dia 17/10/2014 - Matéria atualizada em 17/10/2014 às 00h00

A suposta limitação do acesso à Praia do Gunga, no Litoral Norte de Alagoas, e as altas taxas cobradas às pessoas que trabalham no local estão na mira do Ministério Público Estadual (MPE). Um procedimento administrativo preparatório foi instaurado pelo órgão para cobrar a apuração dos fatos. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado de ontem. De acordo com a portaria, os trabalhadores do Gunga estão tendo que arcar com o pagamento de altas taxas para continuar atuando na praia, que é um dos pontos turísticos mais visitados de Alagoas. Além disso, as pessoas que frequentam o local só estariam tendo acesso restrito à praia, que é considerada um bem de uso comum do povo. Para apurar as denúncias recebidas, o MPE requisitou, à Prefeitura Municipal de Roteiro, documentos, vistorias e inspeções que possam servir de subsídio ou de esclarecimento dos fatos. As informações devem ser enviadas dentro do prazo máximo de dez dias.

Mais matérias
desta edição