app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5752
Cidades

Sai hoje list�o dos classificados para a segunda etapa do PSS

A Comissão Permanente do Vestibular divulga hoje, às 10 horas, o listão dos aprovados na primeira fase do Processo Seriado Seletivo 2001 da Universidade Federal de Alagoas. Na relação constam apenas a quantidade de alunos equivalentes à proporção de trê

Por | Edição do dia 02/03/2002 - Matéria atualizada em 02/03/2002 às 00h00

A Comissão Permanente do Vestibular divulga hoje, às 10 horas, o listão dos aprovados na primeira fase do Processo Seriado Seletivo 2001 da Universidade Federal de Alagoas. Na relação constam apenas a quantidade de alunos equivalentes à proporção de três para cada vaga, conforme critério previamente definido no edital do concurso. As provas para a segunda fase serão realizadas nos dias 10, 11 e 12, sendo que cada candidato fará apenas as provas da sua área de estudos: Ciências Exatas, Sociais ou Saúde. A redação abrirá o concurso, mas só é eliminatória para quem tirar nota zero. Ao todo são 2.250 vagas na Ufal, distribuídas entre os 56 cursos, incluindo os diversos turnos. O número de participantes é de 39 mil alunos. A maior quantidade de vagas é em Direito noturno, com 100 cadeiras para 949 inscritos. Ou seja, a concorrência é de 9,49 para cada vaga. Mas a disputa maior é no curso de enfermagem, com 25,75 por vaga. O segundo maior concorrido é administração noturno, com 16,50 por vaga. Em seguida vem Serviço Social noturno, com 15,42 para cada vaga. Medicina, que antes do PSS sempre foi líder na disputa dos alunos, agora está em quarto lugar, com 1.195 inscritos para 80 vagas. Ou seja, são 14,93 para cada cadeira disponível no curso. O curso de Nutrição é o quinto no ranking, com 582 concorrentes para 40 vagas. São 14,55 alunos brigando por cada uma. O professor Arlindo Cabús, coordenador da Copeve, explica que foram registrados nove mil faltosos no concurso, sendo que sete mil sequer foram pegar o cartão de inscrição enquanto os demais deixaram de fazer as provas por outras razões, como, por exemplo, o atraso na hora da chegada ao local das provas, entre outras causas. Cabús reconhece que este ano houve um recorde na desistência do vestibular. Ele atribui o fato ao atraso na realização do concurso, que este ano foi protelado em função da greve dos professores e servidores da área administrativa da Universidade, que acompanhou a greve geral dos trabalhadores de órgãos federais. A Fundação Carlos Chagas é quem está realizando o concurso, como acontece há mais de dez anos. As provas da segunda fase do concurso serão realizadas nas escolas do Centro Educacional Antônio Gomes de Barros (CEAGB), no Colégio Batista, no Rosalvo Lobo, Aurelina Palmeira de Melo e Colégio Contato.

Mais matérias
desta edição