app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Opera��o flagra transporte irregular de �gua pot�vel

Depois de uma denúncia anônima sobre o fornecimento irregular de água, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor da Capital, do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), a Vigilância Ambiental, a Superintendência de Proteção e Defesa do Cons

Por | Edição do dia 30/05/2015 - Matéria atualizada em 30/05/2015 às 00h00

Depois de uma denúncia anônima sobre o fornecimento irregular de água, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor da Capital, do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), a Vigilância Ambiental, a Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e a Polícia Militar (PM) realizaram, ontem, uma operação conjunta. Durante os trabalhos, dois caminhões-pipas – cujos tanques já haviam sido utilizados para transportar combustíveis veiculares – foram identificados e interditados, pois estavam levando água potável. Esse procedimento, conforme o promotor de Justiça Max Martins, é terminantemente proibido por lei e pode colocar em risco a saúde das pessoas que vierem a consumir o líquido transportado de maneira irregular. “Os tanques que foram utilizados para combustíveis não podem ser utilizados para transportar água. Os veículos destinados ao transporte de água, seja ela mineral, natural ou potável deverão ser exclusivos para essa atividade, ficando proibido o transporte de substâncias químicas, inseticidas, praguicidas, saneantes, domissanitários ou qualquer tipo de produto ou substâncias estranhas que possam comprometer ou contaminar a qualidade da água e, consequentemente, prejudicar a quem a consome”, explicou o promotor.

Mais matérias
desta edição