app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5733
Cidades

Arapiraca concentra progresso do Agreste

MARCELO AMORIM Arapiraca é hoje a grande locomotiva da região Agreste de Alagoas A região metropolitana do Agreste concedeu status ao interior de Alagoas e trouxe ainda mais visibilidade para a cidade de Arapiraca. Criada legalmente em 1° de dezembro d

Por | Edição do dia 07/06/2015 - Matéria atualizada em 07/06/2015 às 00h00

MARCELO AMORIM Arapiraca é hoje a grande locomotiva da região Agreste de Alagoas A região metropolitana do Agreste concedeu status ao interior de Alagoas e trouxe ainda mais visibilidade para a cidade de Arapiraca. Criada legalmente em 1° de dezembro de 2009, por lei complementar pela Assembleia Legislativa Estadual (ALE), a divisão territorial envolve outros 15 municípios e ainda precisar ser regulamentada pelo governo do Estado, para ter sua efetivação concretizada. Além de Arapiraca, a área territorial envolve Jaramataia, Traipu, Taquarana, São Sebastião, Limoeiro de Anadia, Olho d´Água Grande, Junqueiro, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Feira Grande, Coite do Nóia, São Brás, Craíbas e Campo Grande. Na prática, por exemplo, a falta de regulamentação faz com que nenhum dos municípios possa solicitar ao governo federal projetos destinados a regiões metropolitanas. As mais afetadas são as localidades com menor população e, consequentemente, menor economia. Um exemplo pode ser a implantação de sistema de videomonitoramento para segurança das localidades, já tentado por prefeituras, como a de Limoeiro de Anadia. Sem a definição das regras para a metropolitana do Agreste, o município não teve como cumprir os requisitos do governo federal, que incluem, entre outros aspectos, ter população acima de 30 mil habitantes e estar localizada em áreas de fronteira ou regiões metropolitanas.

Mais matérias
desta edição