app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5736
Cidades

TJ nega recurso de condenado por morte

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) julgou improcedente a revisão criminal de Flávio Elias dos Santos. Ele é condenado como um dos executores do assassinato do reeducando José Militão de Souza Filho, no presídio Baldomero Ca

Por | Edição do dia 10/06/2015 - Matéria atualizada em 10/06/2015 às 00h00

Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) julgou improcedente a revisão criminal de Flávio Elias dos Santos. Ele é condenado como um dos executores do assassinato do reeducando José Militão de Souza Filho, no presídio Baldomero Cavalcanti. O crime foi cometido em 2009, a mando de Charles Gomes de Barros, conhecido como “Charlão”. Com a decisão de ontem, Flávio permanece cumprindo a pena de 21 anos e 4 meses de reclusão a que foi condenado. No recurso, a defesa afirmou que Flávio não tinha como ter participado do crime, porque se submeteu a uma cirurgia poucas semanas antes da ocorrência. No julgamento pelo júri, o prontuário do réu não foi apresentado aos jurados. O desembargador José Carlos Malta Marques, relator do processo, entendeu que o prontuário não é suficiente para anular o julgamento. ‡

Mais matérias
desta edição