app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Obra minimiza impacto ambiental

No trecho IV do Canal do Sertão, as rochas extraídas na obra são 100% aproveitadas, minimizando por completo o impacto ambiental na região. No beneficiamento das rochas, são produzidas britas e bica corrida, os principais produtos e que são facilmente apr

Por | Edição do dia 28/06/2015 - Matéria atualizada em 28/06/2015 às 00h00

No trecho IV do Canal do Sertão, as rochas extraídas na obra são 100% aproveitadas, minimizando por completo o impacto ambiental na região. No beneficiamento das rochas, são produzidas britas e bica corrida, os principais produtos e que são facilmente aproveitáveis. Mas, no processo, também são gerados subprodutos como pó de pedra e rejeito, que, no Canal do Sertão, são utilizados para a execução dos serviços de solo-cimento e revestimento primário. Nos 30 km do trecho, estão previstos alguns tipos de estruturas, como canais retangulares, canais trapezoidais, comportas, pontes canais, sifão e túnel. O trecho IV está localizado entre os municípios de Senador Rui Palmeira e São José da Tapera – vai do km 92,93 ao km 123,40, em um traçado total de 250 km. Há uma central de britagem que transforma a rocha extraída do solo em produtos de menor granulometria. Os subprodutos desse processamento ficariam como passivos ambientais, e assim teriam de passar por tratamento para a sua destinação final.

Mais matérias
desta edição