app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

‘Ex�rcito’ defende Pedra Talhada da depreda��o

O analista ambiental do ICMbio, Jailton Fernandes, ocupa o cargo de chefe da Reserva Biológica de Pedra Talhada e informa que hoje o principal desafio é mesmo retirar os posseiros. “Se não fosse todo o apoio da ONG suíça, isso não aconteceria. Nós também

Por | Edição do dia 28/06/2015 - Matéria atualizada em 28/06/2015 às 00h00

O analista ambiental do ICMbio, Jailton Fernandes, ocupa o cargo de chefe da Reserva Biológica de Pedra Talhada e informa que hoje o principal desafio é mesmo retirar os posseiros. “Se não fosse todo o apoio da ONG suíça, isso não aconteceria. Nós também temos um termo de reciprocidade com a Nordesta por conta do trabalho desenvolvido antes mesmo da criação da Reserva. Sem esses recursos, não seria possível preservá-la”, afirma. Jailton peleja com apenas três funcionários do ICMBio para monitorar a área de 4.469 hectares. Por isso, o apoio de dez monitores ambientais da floresta é muito bem vindo. Eles são remunerados pela Nordesta, assim como um grupo de sete brigadistas que atuam no combate a incêndios. Segundo Jailton, o trabalho surte efeito, não há registro de novas ocupações e acontecem apenas pequenas invasões para cortes seletivos, muitas vezes são roubos de madeira para utilizar como caibros em casas no entorno da mata. “Mesmo assim, é roubo. Se a gente pegar, leva preso”, adverte o chefe da Reserva.

Mais matérias
desta edição