app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5730
Cidades

Macei� tem grande potencial para virar refer�ncia do turismo LGBT

Na Secretaria Municipal de Turismo (Semptur), da Prefeitura de Maceió, o segmento LGBT é visto com mais objetividade. “É um nicho de mercado muito atraente para os investidores do setor” – avalia o secretário municipal, Jair Galvão, ressaltando que, embor

Por | Edição do dia 12/07/2015 - Matéria atualizada em 12/07/2015 às 00h00

Na Secretaria Municipal de Turismo (Semptur), da Prefeitura de Maceió, o segmento LGBT é visto com mais objetividade. “É um nicho de mercado muito atraente para os investidores do setor” – avalia o secretário municipal, Jair Galvão, ressaltando que, embora extremamente exigente, esse público viaja quatro vezes mais (e gasta 30% a mais) do que o turista comum. O secretário Jair Galvão destaca os dados econômicos relacionados ao turismo gay como respeitáveis. “Reconhecidamente o turismo LGBT tem alcançado cada vez mais importância econômica em todo o mundo. De acordo com o World Travel EC1 Tourism Council, enquanto o turismo geral cresce 3,8% anualmente, o turismo gay cresce 10,3%” – declara. Todavia, admite que, comparada a outras capitais brasileiras, Maceió ainda tem muito a avançar para se tornar atraente a esse segmento. É preciso investir não somente na eficiência, mas principalmente na capacitação da mão de obra, preparando-a para lidar com o público gay do mesmo modo que é treinada para atender aos não gays. “Nossa cidade tem tudo para decolar como destino gay-friendly. É de fácil acesso, tem um litoral belíssimo. O que falta é preparar sua mão de obra para atender a esse público e o empresariado perceber seu crescimento” – afirma o presidente do Grupo Gay de Alagoas, Nildo Correia. O GGAL é a entidade precursora e fundadora do Movimento LGBT de Alagoas, que tem assento nos conselhos Estaduais de Direitos Humanos e de Combate à Discriminação, e no Fórum Permanente Contra a Violência/AL.

Mais matérias
desta edição