app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5736
Cidades

Transportadores escolares protestam contra padroniza��o

O foco principal do protesto que os transportares escolares de Maceió farão na manhã de hoje é a padronização da frota de veículos que transportam crianças, medida que vem sendo discutida na Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados. Ressalt

Por | Edição do dia 17/07/2015 - Matéria atualizada em 17/07/2015 às 00h00

O foco principal do protesto que os transportares escolares de Maceió farão na manhã de hoje é a padronização da frota de veículos que transportam crianças, medida que vem sendo discutida na Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados. Ressaltando que o ato – uma carreata que sai às 7h30 do estacionamento de Jaraguá até o bairro do Tabuleiro – é nacional, o vice-presidente da Associação dos Transportadores Escolares (ATE/AL), Josadak Campelo, disse que a categoria teme ser prejudicada se a padronização, prevista para 2017, tornar-se obrigatória. “Não temos benefícios do governo federal, como isenção do ICMS ou financiamento em condições especiais, portanto não dá para arcar com as despesas que essa padronização vai trazer”, argumenta Campelo, explicando que a carreata, que será encerrada com um ato na sede da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT/Maceió), acontece em todo País, com apoio da Associação Nacional dos Transportadores Escolares e de Passageiros. Hoje, os profissionais podem escolher o tipo de veículo a ser utilizado, geralmente na categoria van. Com a nova regra, os veículos padronizados serão maiores, de 45 lugares. “Temos que considerar que a padronização vai gerar aumento nos custos do serviço. E quem vai pagar por isso?”, indaga o vice-presidente da ATE/Alagoas. Um grupo de trabalho interministerial discute há três anos as especificações técnicas, com foco na segurança oferecida aos estudantes. Eles devem apresentar um relatório conclusivo, com base em normas da ABNT, no início de dezembro. A indústria deve iniciar a produção dos novos modelos já em 2017.

Mais matérias
desta edição