app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Animais eram criados em canteiro de avenida

Fiscais da Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) lavraram 34 notificações por ocupação irregular de espaço no canteiro central da Avenida Senador Rui Palmeira, no Dique-Estrada, uma das regiões mais pobres e desestruturadas da

Por | Edição do dia 17/07/2015 - Matéria atualizada em 17/07/2015 às 00h00

Fiscais da Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) lavraram 34 notificações por ocupação irregular de espaço no canteiro central da Avenida Senador Rui Palmeira, no Dique-Estrada, uma das regiões mais pobres e desestruturadas da capital alagoana. Sete donos de animais deixados naquele espaço também foram notificados pela prefeitura. Os 41 registros de infrações foram o resultado de mais uma ação do poder público municipal, que, mais de uma vez por ano, tem regressado àquela localidade para combater o mesmo problema: ocupação irregular de um canteiro sem qualquer estrutura urbanística. Além da equipe da Diretoria de Fiscalização da SMCCU, equipes da Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) participaram da operação, apoiada pela Guarda Civil Municipal. De acordo com o diretor de Fiscalização da SMCCU, Dorgival Ferreira, a operação está sendo feita com o propósito de orientar aqueles que, de alguma forma, estão ocupando o espaço público. “Estamos seguindo do início do canteiro em direção ao Papódromo. Ao constatar uma irregularidade, cada órgão participante faz a devida notificação, dentro de sua competência, e damos um prazo de 72 horas para que a situação seja resolvida”, explicou, através de de assessoria de imprensa.

Mais matérias
desta edição