app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Postos de sa�de n�o fazem exame

Os médicos tratam os pacientes e fazem o diagnósticos previsível e possível, através do quadro clínico, sem exames laboratoriais. “Estamos diante de um quadro de Zika vírus na maioria das pessoas” , frisou a médica Maria Rosileide, ao destacar que na mai

Por | Edição do dia 19/07/2015 - Matéria atualizada em 19/07/2015 às 00h00

Os médicos tratam os pacientes e fazem o diagnósticos previsível e possível, através do quadro clínico, sem exames laboratoriais. “Estamos diante de um quadro de Zika vírus na maioria das pessoas” , frisou a médica Maria Rosileide, ao destacar que na maioria dos casos trata de pessoas com conjuntivite. Os outros sintomas são parecidos com os da dengue e o tratamento é o mesmo. As unidades municipais diariamente ficam lotadas de pacientes com sintomas semelhantes ao da dengue. A professora Luciene da Silva e o marido dela, designe Bruno Ramos, há uma semana sentem coceira no corpo, olhos vermelho, febre, dor de cabeça. Eles suspeitam de Zika. O Casal foi ao posto de saúde para fazer o exame de sangue e foi informado que não seria possível e foram encaminhado para o Hospital Hélvio Auto. “O que adianta a gente ir ao posto se lá dizem que não podem fazer nada”, questionou a professora Luciene. Os médicos dos postos pediram para não serem identificado, mas confirmaram que não podem fazer exames de qualidade em casos suspeitos de dengue, Zika ou Chikungunya porque não tem equipamentos para fazer o hemograma. Em muitas unidades faltam médicos para a grande demanda e a solução é encaminhar para o Hospital Helvio Auto.

Mais matérias
desta edição