app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Condutores reclamam das obrigatoriedades

Os condutores que tiram o sustento da utilização dos ciclomotores reclamam da obrigatoriedade e afirmam não ter condições financeiras de arcar com o emplacamento. É o caso de Divacir dos Santos, de 47 anos, que usa o veículo durante os “bicos” de eletrici

Por | Edição do dia 09/08/2015 - Matéria atualizada em 09/08/2015 às 00h00

Os condutores que tiram o sustento da utilização dos ciclomotores reclamam da obrigatoriedade e afirmam não ter condições financeiras de arcar com o emplacamento. É o caso de Divacir dos Santos, de 47 anos, que usa o veículo durante os “bicos” de eletricista e encanador. Depois de adquirir problemas na coluna por carregar a maleta de ferramentas com cerca de 12 quilos, o homem decidiu juntar dinheiro e comprar o ciclomotor. “Eu concordo com o emplacamento e sei que é importante todos andarem com os documentos em dia. Mas eu não tenho dinheiro para pagar o emplacamento e muito menos para ter uma carteira de habilitação. O preço é muito alto, chega a ser o preço de uma parcela de quem divide o pagamento da cinquentinha. É abusivo. Se eu pegar R$600 e pagar o emplacamento, vou estar tirando da comida dos meus filhos”, desabafou. Divacir recorda outros donos de cinquentinhas que também dependem do veículo e temem perdê-la.

Mais matérias
desta edição