app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Apoio da fam�lia abranda castigo

Foi uma semana e tanto para o empresário Nildo Pedro dos Santos, diácono com formação para presbítero da Assembleia de Deus e conhecido por todos como pastor Nildo. Condenado e preso há um ano por um crime que diz não ter cometido, ele não continha a ansi

Por | Edição do dia 09/08/2015 - Matéria atualizada em 09/08/2015 às 00h00

Foi uma semana e tanto para o empresário Nildo Pedro dos Santos, diácono com formação para presbítero da Assembleia de Deus e conhecido por todos como pastor Nildo. Condenado e preso há um ano por um crime que diz não ter cometido, ele não continha a ansiedade com a notícia do advogado de que poderia sair do presídio a qualquer momento. Para esse cristão, a fé, a oração e a Palavra de Deus foram suas grandes companheiras dos tempos de cárcere para vencer os inimigos da mente e da alma. “A fé ajuda em todos os sentidos, não só no lado religioso, como na relação com a família e no processo de ressocialização”. A expectativa de passar o Dia dos Pais, em casa, com a família, era latente no brilho que saltava aos olhos de Nildo. “A primeira coisa que quero fazer, quando sair daqui, é abraçar e beijar minha esposa, meus três filhos e os onze netos (são cinco do Alex, quatro do Alan e dois da Michele), enumera o pai-avô-coruja, sorrindo ao contar nos dedos. Durante os piores momentos na prisão, Nildo nunca tirou da cabeça o apoio que recebeu da família. “Meus filhos, minha esposa sempre disseram: eu já lhe amava e agora estou lhe amando mais ainda”, ao ver como o pai reagiu com dignidade à prisão. Na última terça, Pedro recebeu a nossa reportagem, mostrou seu alojamento impecável e, com a Bíblia na mão, falou sobre a forte expectativa de rever os filhos, dentro de casa, neste Dia dos Pais. De fato, o alvará de soltura foi confirmado e, na quinta-feira, ele deixou para trás as pesadas portas de ferro do sistema penitenciário.

Mais matérias
desta edição