app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5735
Cidades

Maioria dos hidrantes n�o funciona

Nesta época em que o Corpo de Bombeiros tem sido acionado com frequência para combate a incêndios na capital, boa parte dos equipamentos que dariam suporte aos militares para conter o avanço das chamas está desativada. Dos 115 hidrantes instalados em dive

Por | Edição do dia 15/09/2015 - Matéria atualizada em 15/09/2015 às 00h00

Nesta época em que o Corpo de Bombeiros tem sido acionado com frequência para combate a incêndios na capital, boa parte dos equipamentos que dariam suporte aos militares para conter o avanço das chamas está desativada. Dos 115 hidrantes instalados em diversos pontos em Maceió, apenas 34 estão funcionando. Oitenta e um carecem de manutenção urgente. Desde fevereiro, quando a corporação fez um levantamento específico sobre o assunto, quase nada mudou. Na região central, mais precisamente no calçadão do comércio, não há um hidrante sequer para suporte em casos de urgência e emergência. Em menos de dois meses, quatro incêndios atingiram estabelecimentos localizados no centro de Maceió. O maior deles destruiu completamente um grande magazine. Os demais queimaram objetos e documentos de um cartório, de duas lojas de bijuterias. Em uma delas, houve apenas um curto-circuito, sem muitos danos, mas que mobilizou equipes de combate. De acordo com o capitão Luiz Diego Ramos Rodrigues, analista técnico do Corpo de Bombeiros, dos nove hidrantes instalados no Centro, quatro estão funcionando e nenhum deles está próximo das lojas atingidas pelo fogo recentemente. Só para se ter uma ideia, em nenhum dos casos ocorridos recentemente, foi utilizada a água que sai de algum hidrante para debelar as chamas. No caso da loja magazine, os militares encontraram muita dificuldade para apagar o fogo. O prejuízo foi total.

Mais matérias
desta edição