app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5732
Cidades

Estado comemora Emancipa��o

A paralisação das atividades em diversos segmentos produtivos, nesta quarta-feira, data da Emancipação Política de Alagoas, faz-nos lembrar que a “ruptura” com Pernambuco, no século 17, resultou de punição aplicada pela Coroa Portuguesa aos que disseminav

Por | Edição do dia 16/09/2015 - Matéria atualizada em 16/09/2015 às 00h00

A paralisação das atividades em diversos segmentos produtivos, nesta quarta-feira, data da Emancipação Política de Alagoas, faz-nos lembrar que a “ruptura” com Pernambuco, no século 17, resultou de punição aplicada pela Coroa Portuguesa aos que disseminavam ideais republicanos em parte do território da então capitania hereditária. “A ruptura do território da capitania com a consequente divisão e criação do que seria, alguns anos depois, o Estado de Alagoas é fruto da punição que o reino português aplicou aos que já respiravam ares republicanos”, comenta o historiador Cláudio Jorge Gomes de Morais, mestre em História e professor do Centro Universitário Cesmac, em Maceió. Pernambucano, graduado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mas radicado em Alagoas há mais de uma década, o professor lembra que o jeito alagoano de ser e de viver ainda é reflexo da lógica colonial vigente quando da divisão do território pernambucano. “A herança colonial continua presente na vida social de Alagoas. Ainda são muitos os resquícios daquela época em que a estrutura de poder estava atrelada à questão latifundiária”, reforça o historiador, enfatizando que a plena emancipação ainda não saiu do papel, da intenção. “A plena emancipação resulta de uma sociedade sem opressão política e com plenitude da consciência de classe”, disse. Conscientes ou não dos fatos políticos que garantiram, 198 anos atrás, nossa “independência” do domínio pernambucano, estudantes de escolas públicas e particulares do Estado marcam presença no estádio batizado com nome de um monarca do futebol, o Rei Pelé, e abrilhantam o tradicional desfile do 16 de setembro.

Mais matérias
desta edição