app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5731
Cidades

Cresce n�mero de acidentes com escorpi�es

Todos os dias, uma média de oito pessoas procura o Hospital Helvio Auto, em Maceió, vítimas de picada de escorpião. O número foi apresentado, na manhã de ontem, pela gerente-geral do hospital que é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas no

Por | Edição do dia 27/02/2016 - Matéria atualizada em 27/02/2016 às 00h00

Todos os dias, uma média de oito pessoas procura o Hospital Helvio Auto, em Maceió, vítimas de picada de escorpião. O número foi apresentado, na manhã de ontem, pela gerente-geral do hospital que é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas no Estado, Luciana Pacheco. Ela informou que, somente este ano, 470 pessoas foram vítimas do animal peçonhento. Dor forte, ardência e inchaço são os principais sintomas apresentados por quem leva uma picada. Mesmo há três dias do fim do mês, as estatísticas já são maiores se comparadas às do ano passado, quando foram registradas 464 pessoas picadas por escorpião. Isso com o mês de fevereiro encerrado. De acordo com os dados apresentados, em 2015, 2.791 pessoas picadas por escorpião deram entradas no hospital. Já em 2014, foram contabilizados 3.571 atendimentos. “Temos casos de picadas em diversos bairros, mas o Jacintinho é, comprovadamente, o campeão”, informou. De acordo com Luciana, na maioria das vezes, o acidente com escorpião não é tão grave. “O principal sintoma é dor no local da picada. Quando eles chegam aqui, fazemos o bloqueio com anestésicos para aliviar a dor. Quando acometem crianças menores de dois anos, o quadro pode evoluir para o estado de choque. Ela pode vomitar, ter parada respiratória. Nesses casos, aplicamos um soro antiescorpiônico para evitar isso, mas é raro acontecer”, disse.

Mais matérias
desta edição