app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5710
Cidades

C�ncer de mama atinge 200 alagoanas em 2001

Alagoas registrou, ano passado, uma média de 200 casos de câncer de mama. Esse foi o número apresentado, ontem, pela ginecologista Marta Vasconcelos de Araújo, baseada no Congresso Brasileiro de Mastologia, realizado em Recife (PE), em palestra sobre “Câ

Por | Edição do dia 08/03/2002 - Matéria atualizada em 08/03/2002 às 00h00

Alagoas registrou, ano passado, uma média de 200 casos de câncer de mama. Esse foi o número apresentado, ontem, pela ginecologista Marta Vasconcelos de Araújo, baseada no Congresso Brasileiro de Mastologia, realizado em Recife (PE), em palestra sobre “Câncer de Mama”, no ciclo de palestras “ Mulher, Delicadeza e Fortaleza,” promovido pela Organização Arnon de Mello (OAM). O evento, cuja finalidade é homenagear as mulheres, na sua semana comemorativa, será encerrado hoje, às 16h30, no auditório da GAZETA DE ALAGOAS, com a palestra “O Perfil da Mulher no Novo Milênio”, proferida pela psicóloga organizacional Vera Calado. Durante a palestra, a especialista fez ainda um panorama mundial do índice de casos de câncer de mama, que chegou ano passado a 1 milhão de novos casos ao ano, sendo no Brasil 31.590 de casos registrados. As gazeteanas tiveram oportunidade também de se informar sobre os fatores de risco da doença como obesidade, tabagismo, história familiar, menstruação precoce, que é abaixo dos 12 anos e meio; além de menopausa tardia (acima de 55 anos). “É indispensável que as pessoas tenham ciência desses riscos, e tomem as medidas preventivas necessárias para evitar o aparecimento ou desenvolvimento da doença”, frisou Marta Vasconcelos. A prevenção, considerada como detecção precoce, também foi um dos assuntos que serviram de alerta às funcionárias da OAM. “Espero que com a palestra as gazeteanas adotem as medidas preventivas necessárias”, acentuou.

Mais matérias
desta edição