app-icon

Baixe o nosso app Gazeta de Alagoas de graça!

Baixar
Nº 5717
Cidades

Buracos complicam tr�fego de ve�culos na Fernandes Lima

Desde 1999, quando a Avenida Fernandes Lima foi municipalizada, o cidadão que nela trafega pode perceber uma diferença: há mais elementos punitivos para os infratores. Radar, guardas multando motoristas, nais faixas de pedestres. Por outro lado, no que s

Por | Edição do dia 15/03/2002 - Matéria atualizada em 15/03/2002 às 00h00

Desde 1999, quando a Avenida Fernandes Lima foi municipalizada, o cidadão que nela trafega pode perceber uma diferença: há mais elementos punitivos para os infratores. Radar, guardas multando motoristas, nais faixas de pedestres. Por outro lado, no que se refere ao conforto do motorista, nada avançou. A pista continua esburacada, sem conservação, com congestionamento e um agravante – semáforos quebrados em horários de rush. O assessor de Transporte e Trânsito, José Sangreman Lessa, disse reconhecer que há congestionamento na avenida, mas frisou que a situação é tolerável, afirmando que será implantado brevemente o sistema de gerenciamento eletrônico do fluxo de veículos na Fernandes Lima. Serão acopladas microcâmeras nos semáforos e as imagens geradas serão acompanhadas em uma sala de controle do trânsito. “Vamos visualizar a área como um todo, observar os trechos congestionados e orientar os motoristas através das emissoras de rádio. O cidadão sai de casa com o rádio do carro ligado e vai saber como está o trânsito, vai ser orientado sobre o melhor percurso, motivo do congestionamento e previsão de quando a área voltará ao fluxo normal”, revelou Sangreman. Até essas medidas serem concretizadas, os motoristas não param de reclamar, principalmente dos buracos. Nas imediações da Drogaria Vitória, depois do Hospital do Açúcar, há um buraco que força os condutores que vão entrar à direita, numa rua perpendicular, a voltar novamente para a pista de rolamento de forma brusca, para evitar o buraco. Outra situação idêntica é em frente ao movimentado salão de beleza Fios de Cabelo. Ali há uma cratera que vive sendo vedada todo mês. O material colocado para fazer a emenda não suporta o peso dos carros e cede constantemente. O curioso é que bem próximo tem um ponto de ônibus, então o motorista sai normalmente pelo acostamento, se depara com o buraco e o jeito é ficar parado. Em frente ao Hospital do Açúcar a pista está toda descamada e tem ainda cones no meio, para forçar o motorista a reduzir a velocidade. Uma medida dispensável porque o estrago na pista já funciona, por si só, como quebra mola. Ou seja, o condutor é obrigado a diminuir a velocidade, por mais apressado que esteja, mesmo não havendo trânsito intenso. A idéia da SMTT é implementar na Fernandes Lima o retorno de quadras, em que o motorista sai da avenida principal e pega uma secundária para fazer o retorno. Ele fará uma volta no quarteirão e vai desembocar de novo na avenida, com a vantagem de que ficará automaticamente posicionado para o ponto do retorno ao outro lado da via.

Mais matérias
desta edição